Saiba como se proteger de inquilinos incumpridores

Se por acaso tem uma ou mais casas arrendadas, ou se pensa vir a arrendar algum dos seus imóveis no futuro, é importante perceber de que forma é que se pode proteger caso os inquilinos não cumpram o contrato de arrendamento.

Existem diversas ferramentas que enquanto senhorio e proprietário do imóvel arrendado poderá acionar para se proteger, uma delas e talvez a mais conhecida é o uso da caução. No entanto, existem sempre diversas dúvidas em torno da questão da caução.
Neste artigo a Eu Lisboa pretende sobretudo analisar a forma como um proprietário pode fazer uso da caução e como se deve proteger de situações complicadas.

Como se estipula o valor de caução?

Uma das grandes questões normalmente diz respeito ao valor da caução, o proprietário do imóvel por vezes não sabe muito bem que valor exigir e os inquilinos podem ter dúvidas se os valores que são exigidos, podem efetivamente ser.
Idealmente, o valor da caução deve ser igual ou superior ao valor de uma renda, uma vez que desta forma permite que o senhorio não passe por tantos transtornos caso os inquilinos deixem de efetuar o pagamento num determinado mês, por exemplo.
Contudo, o valor da caução pode ser debatido entre ambas as partes e estas podem chegar a um entendimento diferente, o importante é que o valor estipulado fique definido claramente no contrato de arrendamento.

Para que é que pode ser utilizado o valor de caução?

O valor da caução serve para proteger o senhorio em diversas áreas, este pode ser utilizado caso exista um incumprimento no pagamento da renda por parte dos inquilinos, pode ser utilizado para se efetuar reparações no imóvel , caso tenham existido algum tipo de danos causados durante o arrendamento. Esse valor pode ainda ser utilizado se existirem dívidas no pagamento de serviços por parte dos inquilinos, caso esses se encontram em nome do proprietário. Por exemplo a internet do imóvel arrendado pode estar em nome do senhorio e caso os inquilinos deixem de efetuar o pagamento, o senhorio tem legitimidade para utilizar o dinheiro da caução para pagar esse serviço.

Fatores a ter em conta antes de assinar um contrato de arrendamento

Enquanto proprietário de um imóvel para arrendamento deve ter algumas precauções antes de assinar um contrato, deve tentar perceber como foram as experiências dos inquilinos com senhorios anteriores, caso estes já tenham arrendado outros imóveis e perceber ainda o porquê de quererem mudar de casa, deve ainda calcular a taxa de esforço do futuro inquilino para o pagamento da renda para perceber se efetivamente o inquilino tem, ou não possibilidades de efetuar o pagamento do valor da renda que exigir.

Apesar de indesejados os casos de incumprimento existem e por isso mesmo, o melhor é manter-se informado e preparado para todos os cenários possíveis.

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.